Murilo :P

C++, Computação, Programação, Web e afins :)

Troquei o Ubuntu 8.10 pelo openSUSE 11!

with 13 comments

geekoOlá galera!

Este post é só pra dizer o tanto que fiquei magoado com o Ubuntu 8.10 e que resolvi mudar.

Fui usuário do Ubuntu um bom tempo. Desde o 6.10 eu o usava e abusava dele. Só que de lá pra cá algumas coisas me deixaram “cabreiro” com o Ubuntu.

A primeira coisa é o péssimo suporte ao plugin do flash. Muito lento, trava demais, fecha.

A segunda coisa é o baixo desempenho. Uma lerdeza! O sistema ficava muito instável com algumas aplicações.

A terceira reclamação é sobre a atualização. Lembro-me que quando fui atualizar o Ubuntu do 7.10 para o 8.04, nossa, quanto sofrimento, e agora ocorreu o mesmo ao atualizar do 8.04 para o 8.10. O sistema inicia com som só quando quer, o X às vezes dá “tilt”, não tem mais suporte à algumas placas de vídeo que antes tinha (inclusive a minha dinossaura NVidia GeForce MX 440). Pra mim foi a gota d’água!

Resolví respirar novos ares.Cheguei a baixar o Debian mas, por influência do Fred (meu colega de faculdade) que por coincidência estava com o DVD do openSUSE no dia e hora certa, acabei instalando o openSUSE no notebook e baixei o LiveCD do openSUSE para meu PC desktop (o blacksheep :)) porque minha unidade de DVD estragou.

A instalação do openSUSE foi tranqüila. Com uma interface bastante amigável e agradável, a instalação foi muito simples. Se não fosse pelo fato de eu ter escolhido o tamanho de Swap e algumas opções mais “avançadas”, eu diria que qualquer pessoa com o mínimo de domínio sobre o computador poderia ter instalado.

Escolha do Gerenciador de Janelas

Instalação do openSUSE: Escolha do Gerenciador de Janelas

Escolhi o KDE4 (foi uma dor abandonar o GNOME de tanto tempo) para ver como é que é. Admito que gostei! Bastante leve com muitos recursos e bem bonito.

Curti bastante o YaST2 que torna a configuração do openSUSE bem simples. Gostei também do 1-Click Install que é uma maneira fácil de instalar software no openSUSE.

Por enquanto não tive problemas com drivers de hardware. O SO reconheceu tudo direitinho.

Agora é só esperar… O tempo irá dizer se foi uma boa escolha ou não.

Regards!

Advertisements

Written by Murilo Adriano

20 de November de 2008 at 02:36

Posted in Cotidiano, Linux

Tagged with ,

13 Responses

Subscribe to comments with RSS.

  1. Olá, achei uma boa escolha a sua. A alguns anos sou usuário do openSuSE ( aliás desde o SuSE Linux ) e posso lhe garantir que você não vai se arrepender.

    Com relação ao Ubuntu, realmente as migrações entre versões deixam a desejar. Uma pena, eles sempre pensam na adesão de novos usuários mas nunca na manutenção dos usuários já conquistados, dando o efeito “caixa dágua” a comunidade da distribuição. Saiba você não é o primeiro a migrar para outra a partir do Ubuntu.

    Marcolino

    20 de November de 2008 at 12:55

  2. […] Troquei o Ubuntu 8.10 pelo openSUSE 11! […]

  3. Texto bom a gente encontra rápidão! E achei importante linkar em meu BLOG que é muito visitado por pessoas procurando informações sobre o openSuSE. Um relato como o seu ajuda a mostrar a verdadeira face do CAMALEÃO, que se adequa a todos os usuários.
    Boa sorte com o openSuse, precisando de ajuda planetsuse.org/pt !

    Marcolino

    20 de November de 2008 at 21:50

  4. Eu também migrei do Ubuntu para o openSUSE. O Ubuntu está cada vez instável e cheio de remendos, enquanto o Suse está cada vez melhor, se superando…bem vindo ao time!

    fabio

    21 de November de 2008 at 00:50

  5. E ae, jovem! Bom, eu, que sou um [sem vergonha] usuário de Windows, fiquei até com vontade de mudar! Como a mudança é grande demais [rs] e sem meu pc eu não funciono, particionarei e testarei, e depois te passo o feedback! xD
    [ah, o blog tá muito massa, congratulations! <<o/]

    Eduardo

    21 de November de 2008 at 01:25

  6. Olá colega,
    Bom, sou outro que está nesse rumo hehe…
    Eu não sou 100% linux, sou 50% linux e 50% windows (na verdade só por causa dos games e por causa que no meu trampo sou obrigado a utilizar, mas nada contra, exceto as telas azuis que ultimamente estão ocorrendo a rolé em meu desktop hehe)…
    Pois bem, ainda estou usando a 8.04 do Ubuntu, não quis migrar para a 8.10, não vi muita vantagem, exceto na parte de gerenciamento de rede…

    Baixei o openSUSE 11.0 a um tempo e instalei em minha VM no ubuntu, curti até, mas nem mechi muito, meu pc é muito ruinzinho, mas deu pra me apaixonar por ele.

    Esse fim de semana espero migrar… se tudo der certo vou deixar o Ubuntu 8.10 e o Suse 11.0…

    Vamos aprender a mecher no YaST 😀

    Parabéns pelo post!

    Thiago Felipe Festa

    27 de November de 2008 at 11:59

  7. Hehehehe
    Vamos aprender a mecher nele 🙂
    Obrigado!

    Murilo Adriano

    28 de November de 2008 at 12:30

  8. Oh, que surpresa, até esqueci de perguntar se você tinha ficado com Debian mesmo, hehe.
    É isso ae, o lance é ir testando. 🙂

    Felipe Pena

    28 de November de 2008 at 18:41

  9. Fala cara,
    instalei aqui o openSuSE 11…
    eu particularmente gostei mais dele em comparação com o Ubuntu, antes de instalar pensei que seria complicado hehe…

    É muito mais simples do que o Ubuntu em quase tudo…

    A respeito da lentidão, ele é mais rápido do que o Ubuntu, consome menos memória do que quando eu tinha o Ubuntu 8.04…

    Única coisa que continua igual é o plugin de flash pro firefox, muito lento!

    mas o resto, é ótimo!

    Thiago Felipe Festa

    30 de November de 2008 at 19:19

  10. Larga de ser poser sua bixinha…huaihaUIAHAUI

    frederico

    1 de December de 2008 at 11:13

  11. É engraçado que esse é ao mesmo tempo um ponto forte e fraco do Linux, na minha opinião.

    O ponto forte é porque dá pra trocar de distribuição e continuar sendo feliz com o Linux. Não preciso explicar isto, porque todo mundo já sabe.

    O ponto fraco é esse alvo móvel que as várias distribuições são: uma tem utilitários bons mas detecção de hardware ruim; outra tem atualizações freqüentes mas gerenciador de programas ruim; outra tem boa detecção de hardware na instalação, mas depois de instalado não detecta nada; noutra não funciona a tecla DEL no terminal (pelo menos no meu tempo tinha muito disso); a única que detectou seu hardware é mantida por um ancião no norte da finlândia e está ficando sem manutenção, etc.

    E de seis em seis meses sai uma nova versão e muda tudo! A que tinha drivers não tem mais tantos drivers, a rápida fica lenta, a lenta fica rápida, a que vinha configurada pra português agora tem erros grotescos de tradução e a tecla /? do teclado brasileiro deixou de funcionar porque algum espertinho resolveu fazer uma “limpeza” no arquivo de configuração do nosso teclado…

    Marcus

    14 de April de 2009 at 22:48

    • As coisas estão melhorando. Esse é o preço que pagamos por ser livres 🙂

      Murilo Adriano

      16 de April de 2009 at 00:51

  12. Eu uso OpenSUSE a muito tempo, até quando ele eraa apenas o SuSE, e simplesmente prefiro ele do que muitos outros.

    Felipe

    13 de May de 2010 at 12:19


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: